30 maio 2006

Jessier Quirino - Biografia

Arquiteto por profissão, poeta por vocação, matuto por convicção. Apareceu na folhinha no ano de 1954 na cidade de Campina Grande, Paraíba e é filho adotivo de Itabaiana também na Paraíba, onde reside desde 1983.

Filho de Antonio Quirino de Melo e Maria Pompéia de Araújo Melo e irmão mais novo de Lamarck Quirino, Leonam Quirino, Quirinus Quirino e irmão mais velho Vitória Regina Quirino.

Estudou em Campina Grande até o ginásio no Instituto Domingos Sávio e Colégio Pio XI. Fez o curso científico em Recife no Esuda e fez faculdade de Arquitetura na UFPB – João Pessoa, concluindo curso em 1982. Apesar da agenda artística literária sempre requisitada, ainda atua na arquitetura, tendo obras espalhadas por todo o Nordeste, principalmente na área de concessionárias de automóveis.

Veja alguns trabalhos do poeta

Na área artística, é autodidata como instrumentista (violão) e fez cursos de desenho artístico e desenho arquitetônico. Na área de literatura, não fez nenhum curso e trabalha a prosa, a métrica e a rima como um mero domador de palavras.

Interessado na causa poética nordestina persegue fatos e histórias sertanejas com olhos e faro de rastejador. Autor dos livros: “Paisagem de Interior” (poesia), “Agruras da Lata D`água” (poesia), “O Chapéu Mau e o Lobinho Vermelho” (infantil), “Prosa Morena” ( poesia e acompanha um pires de CD ), “Política de Pé de Muro - O Comitê do Povão” ( legendas e imagens gargalhativas sobre folclore político popular ), CDs: “Paisagem de Interior 1 e Paisagem de Interior 2”, o livro: “Bandeira Nordestina” (poesia e acompanha um pires de CD), A Folha de Boldo Notícias de Cachaceiros - em parceria com Joselito Nunes – todos editados pelas Edições Bagaço do Recife - além de causos, músicas, cordéis e outros escritos.

Preenchendo uma lacuna deixada pelos grandes menestréis do pensamento popular nordestino, o poeta Jessier Quirino tem chamado a atenção do público e da crítica, principalmente pela presença de palco, por uma memória extraordinária e pelo varejo das histórias, que vão desde a poesia matuta, impregnada de humor, neologismos, sarcasmo, amor e ódio, até causos, côcos, cantorias músicas, piadas e textos de nordestinidade apurada.

Dono de um estilo próprio "domador de palavras" - até discutido em sala de aula - de uma verve apurada e de um extremo preciosismo no manejo da métrica e da rima, o poeta, ao contrário dos repentistas que se apresentam em duplas, mostra-se sozinho feito boi de arado e sabe como prender a atenção do distinto público.

Nos espetáculos com fundo musical, apresenta-se acompanhado de músicos de primeira grandeza, entre os quais, dois filhos, que dão um tom majestoso e solene ao recital. São eles: Vitor Quirino (violão clássico), André Correia (violino) e Matheus Quirino (percussão). Os músicos Letinho (violão) e China (percussão) atuam nos espetáculos mais elaborados.

Apesar de muitos considerá-lo um humorista, opta pela denominação de poeta, onde procura mostrar o bom humor e a esperteza do matuto sertanejo, sem, no entanto fugir ao lirismo poético e literário.

Sobre Jessier, disse o poeta e ensaísta Alberto da Cunha Melo: "...talvez prevendo uma profunda transformação no mundo rural, em virtude da força homogeneizadora dos meios de comunicação e das novas tecnologias, Jessier Quirino, desde seu primeiro livro, vem fazendo uma espécie de etnografia poética dos valores, hábitos, utensílios e linguagem do agreste e do sertão nordestinos. ... Sua obra, não tenho dúvidas, além do valor estético cada dia mais comprovado, vai futuramente servir como documento e testemunho de um mundo já então engolido pela voragem tecnológica."

Sugira uma biografia.

Fonte: Site oficial de Jessier Quirino



13 comentários:

  1. José Humberto16 abril, 2009

    Esse PARAIBANO é do bom na literatura a cultura está sendo bem representada por esse poeta.

    ResponderExcluir
  2. gostei da biografia foi bom para o meu trabalho, na verdade eu não o conhecia mais depois q vi suas obras passei me interesar pelo seu trabalho

    ResponderExcluir
  3. Parabens a esse Fenômeno/Poeta de nossa Terra!!!! Fico emocionada cada vez q escuto ele poetar.....

    ResponderExcluir
  4. Fiz um trabalho em meu blog no dia 01.01.2011. Estou reeditando agora em vídeos, postagem desta data. 04.03.2011. Não conseguir a data de nascimento do poeta em foco. Gostaria que alguem enviasse um comentário para o Blog do Painho. painhoadj.blogspot.com
    Alberto Sampaio - Salvador-Bahia.

    ResponderExcluir
  5. Estou prestando homenagem a esse versátil poeta no blog do Painho. Acesse "Publicação Inédita" de 01.01.2011. e "Diamante lapidado- Jessier Quirino-2011.Grato. Alberto Sampaio - Salvador-Ba.Acesse o blog: painhoadj.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Marcos Oliveira Maya Olinda PE17 agosto, 2011

    So tenho a elogiar a Genialidade deste que um dos icones nordestinos genuinamente matuto que tem nas origens como Tesouro de tradiçoes. Que mostra a capacidade do homem nodestin!So tenho a elogiar a Genialidade deste que um dos icones nordestinos genuinamente matuto que tem nas origens como Tesouro de tradiçoes. Que mostra a capacidade do homem nodestin!

    ResponderExcluir
  7. Esse é o verdadeiro fenômeno... Nordestino sem remoço, matuto sem besteira, intelgente sem fronteiras. Tem prazer em ser nordestino. Genio!

    ResponderExcluir
  8. Ismar Pereira Filho26 dezembro, 2012

    Conheci o poeta vendo, em vídeo, uma obra sua em que manisfesta o desejo de ir embora para o passado. Acho que todo bom poeta é um gênio, pois o homem comum, por mais que tente, jamais consegue urdir um verso de respeito.
    Jessier Quirino é poeta dos melhores, além de humorista finíssimo.
    Vida longa para Jessier Quirino, conterrâneo que me dá orgulho a mim, a todos os paraibanos e a todos os nordestinos.

    Grande abraço,
    Ismar Pereira Filho

    ResponderExcluir
  9. Sou da cidade de Areia,já estive presente em duas apresentações do poeta JESSIER QUIRINO,uma na minha cidade no colégio santa rita e outra no teatro municipal de Campina Grande,que apesar do teatro não ter mostrando estrutura para a apresentação de um poeta do seu calibre a sua parte foi ótima.
    Desejo que você venha mais vezes em Areia,e um grande abraço de um fã seu.

    ResponderExcluir
  10. Receba poeta, o meu apreço e meu reconhecimento por performance excelente e obra valorosa.

    ResponderExcluir
  11. Prezadíssimo poeta "conterrâneo"!
    Agradeço a dileta jovem MESTRA "conterrânea" poetisa/escritora Rosalva Maria, grande AMIGA que conquistei em minhas humildes incursões pelo RECANTO DAS LETRAS (www.recantodasletras.com.br) a sugestão que me deu para conhece-lo e ao GOOGLE que me propiciou fazê-lo!
    Acabei de ler detalhadamente sua biografia e imediatamente senti enorme desejo de ler seus trabalhos, assistir ao vídeos e tudo o mais que possa fazer nesta maneira internáutica!
    De antemão parabenizo-o, haja vista apesar de ser muito mais jovem do que eu, compartilharmos de várias visões similares acerca desta nossa conturbada vida!
    Excelente sequência de vida, complementando sempre com muito sucesso todas as suas andanças e "subindo" os degraus da escada de sua existência com toda a ética, moral, congraçamento, gabarito, criatividade, competência ... e tudo o mais que o colocam como mais uma GENTE DO BEM por este mundo!
    Respeitosos abraços.

    ResponderExcluir
  12. qual o nome da poesia que tudo que ele tem f

    ResponderExcluir
  13. qual o nome da poesia que tudo que ele tem f

    ResponderExcluir

Regras:
- O comentário precisa ter relação com o assunto;
- Para propostas de parcerias ou respostas sobre esse assunto, favor usar o Formulário de Contato.