03 junho 2009

O verdadeiro significado de alguns ditados populares


Você não precisa ir a Roma para entender o significado de alguns ditados populares. Aqui pertinho, no Cultura Nordestina, você não fica a ver navios e aprende tudo sem cair no conto do vigário.

Alguns ditados populares e suas devidas correções:

Dito Popular: “Quem tem boca vai a Roma”.
O correto seria: “Quem tem boca vaia Roma”. (do verbo vaiar).

Dito Popular: “Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho carpinteiro”.
O correto seria: “Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro”.

Dito Popular: “Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão”.
O correto seria: “Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão”.

Dito Popular: “Cuspido e escarrado”. (alguém muito parecido com oura pessoa).
O correto seria: “Esculpido em carraro”. (tipo de mármore).

Dito Popular: "Quem não tem cão, caça com gato".
O correto seria: "Quem não tem cão, caça como gato". (ou seja, sozinho, esgueirando, astutamente, traiçoeiramente).

Veja também como surgiram esses:

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura
Significado: A expressão louva a persistência como virtude que vence a dificuldade, ou seja, insista que você consegue.
Histórico: Há registro de dois milênios em Ovídio (43 a.C.-18 d.C.), poeta latino, autor de A arte de amar e Metamorfoses: “A água mole cava a pedra dura.” É tradição de várias culturas formar rimas nesse tipo de oração para facilitar a memorização. Foi o que nós, de língua portuguesa, fizemos com o provérbio.

O pior cego é o que não quer ver
Significado: Diz-se da pessoa que não quer ver o que está bem na sua frente. Nega-se a ver a verdade.
Histórico: Em 1647, em Nimes, na França, na universidade local, o doutor Vicent de Paul D'Argenrt fez o primeiro transplante de córnea em um aldeão de nome Angel. Foi um sucesso da medicina da época, menos para Angel, que assim que passou a enxergar ficou horrorizado com o mundo que via. Disse que o mundo que ele imagina era muito melhor. Pediu ao cirurgião que arrancasse seus olhos. O caso foi acabar no tribunal de Paris e no Vaticano. Angel ganhou a causa e entrou para a história como o cego que não quis ver.

Salvo pelo gongo
Significado: Escapar de se meter numa encrenca por uma fração de segundos.
Histórico: O ditado tem origem na na Inglaterra. Lá, antigamente, não havia espaço para enterrar todos os mortos. Então, os caixões eram abertos, os ossos tirados e encaminhados para o ossário e o túmulo era utilizado para outro infeliz.

Só que, às vezes, ao abrir os caixões, os coveiros percebiam que havia arranhões nas tampas, do lado de dentro, o que indicava que aquele morto, na verdade, tinha sido enterrado vivo (catalepsia – muito comum na época). Assim, surgiu a idéia de, ao fechar os caixões, amarrar uma tira no pulso do defunto, tira essa que passava por um buraco no caixão e ficava amarrada num sino. Após o enterro, alguém ficava de plantão ao lado do túmulo durante uns dias. Se o indivíduo acordasse, o movimento do braço faria o sino tocar. Desse modo, ele seria salvo pelo gongo.

Cor de burro quando foge

A frase original era “Corra do burro quando ele foge”. Tem sentido porque, o burro enraivecido, é muito perigoso. A tradição oral foi modificando a frase e “corra” acabou virando “cor”.

De cabo a rabo
Significado: Total conhecedor. Conhecer algo do começo ao fim.
Histórico: Durante o período das grandes navegações portuguesas, era comum se dizer total conhecedor de algo, quando se conhecia este algo de "cabo a rabah", ou seja, como de fato conhecer todo o continente africano, da Cidade do Cabo ao Sul, até a cidade de Rabah no Marrocos (rota de circulação total da África com destino às Índias).

Andar à toa

Significado: Andar sem destino, despreocupado, passando o tempo.
Histórico: Toa é a corda com que uma embarcação remboca a outra. Um navio que está "à toa" é o que não tem leme nem rumo, indo para onde o navio que o reboca determinar. Uma mulher à toa, por exemplo, é aquela que é comandada pelos outros. Jorge Ferreira de Vasconcelos já escrevia, em 1619: Cuidou de levar à toa sua dama.

Casa de mãe Joana
Significado: Onde vale tudo, todo mundo pode entrar, mandar, etc.
Histórico: Esta vem da Itália. Joana, rainha de Nápoles e condessa de Provença (1326-1382), liberou os bordéis em Avignon, onde estava refugiada, e mandou escrever nos estatutos: "que tenha uma porta por onde todos entrarão". O lugar ficou conhecido como Paço de Mãe Joana, em Portugal. Ao vir para o Brasil a expressão virou "Casa da Mãe Joana". A outra expressão envolvendo Mãe Joana, um tanto chula, tem a mesma origem, naturalmente.

Onde judas perdeu as botas
Significado: Lugar longe, distante, inacessível.
Histórico: Como todos sabem, depois de trair Jesus e receber 30 dinheiros, Judas caiu em depressão e culpa, vindo a se suicidar enforcando-se numa árvore. Acontece que ele se matou sem as botas. E os 30 dinheiros não foram encontrados com ele. Logo os soldados partiram em busca das botas de Judas, onde, provavelmente, estaria o dinheiro. A história é omissa daí pra frente. Nunca saberemos se acharam ou não as botas e o dinheiro. Mas a expressão atravessou vinte séculos.

Da pá virada
Significado: Um sujeito da pá virada pode tanto ser um aventureiro corajoso como um vadio.
Histórico: Mas a origem da palavra é em relação ao instrumento, a pá. Quando a pá está virada para baixo, voltada para o solo, está inútil, abandonada decorrentemente pelo homem vagabundo, irresponsável, parasita. Hoje em dia, o sujeito da "pá virada", parece-me, tem outro sentido. Ele é O "bom". O significado das expressões mudam muito no Brasil com o passar do tempo.

Nhenhenhém
Significado: Conversa interminável em tom de lamúria, irritante, monótona. Resmungo, rezinga.
Histórico: Nheë, em tupi, quer dizer falar. Quando os portugueses chegaram ao Brasil, eles não entendiam aquela falação estranha e diziam que os portugueses ficavam a dizer "nhen-nhen-nhen".

Estar de paquete
Significado: Situação das mulheres quando estão menstruadas.
Histórico: Paquete, já nos ensina o Aurélio, é um das denominações de navio. A partir de 1810, chegava um paquete mensalmente, no mesmo dia, no Rio de Janeiro. E a bandeira vermelha da Inglaterra tremulava. Daí logo se vulgarizou a expressão sobre o ciclo menstrual das mulheres. Foi até escrita uma "Convenção Sobre o Estabelecimento dos Paquetes", referindo-se, é claro, aos navios mensais.

Pensando na morte da bezerra
Significado: Estar distante, pensativo, alheio a tudo.
Histórico: Esta é bíblica. Como vocês sabem, o bezerro era adorado pelos hebreus e sacrificados para Deus num altar. Quando Absalão, por não ter mais bezerros, resolveu sacrificar uma bezerra, seu filho menor, que tinha grande carinho pelo animal, se opôs. Em vão. A bezerra foi oferecida aos céus e o garoto passou o resto da vida sentado do lado do altar "pensando na morte da bezerra". Consta que meses depois veio a falecer.

Não entender patavina
Significado: Não saber nada sobre determinado assunto. Nada mesmo.
Histórico: Tito Lívio, natural de Patavium (hoje Pádova, na Itália), usava um latim horroroso, originário de sua região. Nem todos entendiam. Daí surgiu i Patavinismo, que originariamente significava não entender Tito Lívio, não entender patavina.

Santinha do pau ôco
Significado: Pessoa que se faz de boazinha, mas não é.
Histórico: Nos século XVIII e XIX os contrabandistas de ouro em pó, moedas e pedras preciosas utilizavam estátuas de santos ocas por dentro. O santo era “recheado” com preciosidades roubadas e enviado para Portugal.

Sem eira nem beira
Significado: Pessoas sem bens, sem posses.
Histórico: Eira é um terreno de terra batida ou cimento onde grãos ficam ao ar livre para secar. Beira é a beirada da eira. Quando uma eira não tem beira, o vento leva os grãos e o proprietário fica sem nada.
Aqui na região nordeste este ditado tem o mesmo significado, mas outra explicação. Dizem que antigamente as casas das pessoas ricas tinham um telhado triplo: a eira, a beira e a tribeira como era chamada a parte mais alta do telhado. As pessoas mais pobres não tinham condições de fazer este telhado triplo, então construíam somente a tribeira ficando assim “sem eira nem beira”.

Vá se queixar ao bispo
Significado: Como quem manda ir se queixar de algum problema a outra pessoa.
Histórico: No tempo do Brasil colônia, por causa da necessidade de povoar as novas terras, a fertilidade na mulher era um predicado fundamental. Em função disso, elas eram autorizadas pela igreja a transar antes do casamento, única maneira de o noivo verificar se elas eram realmente férteis. Ocorre que muitos noivinhos fugiam depois do negócio feito. As mulheres iam queixar-se ao bispo, que mandava homens atrás do fujão.

Cair no conto do vigário
Significado: Ser enganado por algum vigarista.
Histórico: Duas igrejas em Ouro Preto receberam um presente: uma imagem de santa. Para verificar qual da paróquias ficaria com o presente, os vigários resolveram deixar por conta da mão divina, ou melhor, das patas de um burro. Exatamente no meio do caminho entre as duas igrejas, colocaram o tal burro, para onde ele se dirigisse, teríamos a igreja felizarda. Assim foi feito, e o vigário vencedor saiu satisfeito com a imagem de sua santa. Mas ficou-se sabendo mais tarde que o burro havia sido treinado para seguir o caminho da igreja vencedora.

Ficar a ver navios
Significado: Esperando algo que não aconteceu ou não apareceu. Esperar em vão.
Histórico: O rei de Portugal, Dom Sebastião, morreu na batalha de Alcácer-Quibir, mas o corpo não foi encontrado. A partir de então (1578), o povo português esperava sempre o sonhado retorno do monarca salvador. Lembremos que, em 1580, em função da morte de Dom Sebastião, abre-se uma crise sucessória no trono vago de Portugal. A conseqüência dessa crise foi a anexação de Portugal à Espanha (1580 a 1640), governada por Felipe II. Evidentemente, os portugueses sonhavam com o retorno do rei, como forma salvadora de resgatar o orgulho e a dignidade da pátria lusa. Em função disso, o povo passou a visitar com freqüência o Alto de Santa Catarina, em Lisboa, esperando, ansiosamente, o retorno do dito rei. Como ele não voltou, o povo ficava apenas a ver navios.

Dourar a pílula
Significado: Melhorar a aparência de algo.
Histórico: Vem das farmácias que, antigamente, embrulhavam as pílulas em requintados papéis, para dar melhor aparência ao amargo remédio.

Chegar de mãos abanando
Significado: Chegar em algum lugar sem levar nada, de mãos fazias.
Histórico: Os imigrantes, no século passado, deveriam trazer as ferramentas para o trabalho na terra. Aqueles que chegassem sem elas, ou seja, de mãos abanando, davam um indicativo de que não vinham dispostos ao trabalho árduo da terra virgem.

A voz do povo, a voz de Deus
Significado: Essa tá obvia. Quem realmente sabe das coisas é o povo.
Histórico: As pessoas consultavam o deus Hermes, na cidade grega de Acaia, e faziam uma pergunta ao ouvido do ídolo. Depois o crente cobria a cabeça com um manto e saía à rua. As primeiras palavras que ele ouvisse eram a resposta a sua dúvida.

Chato de galocha
Significado: Pessoas muito chatas, resistente e insistente.
Histórico: Infelizmente, os chatos continuam a existir, ao contrário do acessório que deu origem a essa expressão. A galocha era um tipo de calçado de borracha colocado por cima dos sapatos para reforçá-los e protegê-los da chuva e da lama. Por isso, há uma hipótese de que a expressão tenha vindo da habilidade de reforçar o calçado. Ou seja, o chato de galocha seria um chato resistente e insistente, explica Valter Kehdi, professor de Língua Portuguesa e Filologia da Universidade de São Paulo. De acordo com Kehdi, há ainda a expressão chato de botas, calçados também resistentes, o que reafirma a idéia do chato reforçado.

Do arco-da-velha
Significado: Coisas do arco-da-velha são coisas inacreditáveis, absurdas.
Histórico: Arco-da-velha é como é chamado o arco-íris em Portugal, e existem muitas lendas sobre suas propriedades mágicas. Uma delas é beber a água de um lugar e devolvê-la em outro - tanto que há quem defenda que “arco-da-velha” venha de arco da bere (”de beber”, em italiano).

Bicho-de-sete-cabeças
Significado: A expressão ficou popularmente conhecida, no entanto, por representar a atitude exagerada de alguém que, diante de uma dificuldade, coloca limites à realização da tarefa, até mesmo por falta de disposição para enfrentá-la.
Histórico: Tem origem na mitologia grega, mais precisamente na lenda da Hidra de Lerna, monstro de sete cabeças que, ao serem cortadas, renasciam. Matar este animal foi uma das doze proezas realizadas por Hércules.

Com o rei na barriga
Significado: Em nossos dias refere-se a uma pessoa que dá muita importância a si mesma.
Histórico: A expressão provém do tempo da monarquia em que as rainhas, quando grávidas do soberano, passavam a ser tratadas com deferência especial, pois iriam aumentar a prole real e, por vezes, dar herdeiros ao trono, mesmo quando bastardos.

Ver (ou adivinhar) passarinho verde
Significado: Estar apaixonado.
Histórico: O passarinho em questão é uma espécie de periquito verde. Conta uma lenda que alguns românticos rapazes do século passado adestravam o bichinho para que ele levasse no bico uma carta de amor para a namorada. Assim, o casal de apaixonados tinha grandes chances de burlar a vigilância de um paizão ranzinza.

Com a corda toda
Significado: Ficar agitado, frenético.
Histórico: Antigamente, os brinquedos que possuíam movimento eram acionados torcendo um mecanismo em forma de mola ou um elástico, que ao ser distendido, fazia o brinquedo se mexer. Ambos os mecanismos eram chamados de “corda”. Logo, quando se dava “corda” totalmente num brinquedo, ele movia-se de forma mais agitada e frenética.

Favas contadas
Significado: Coisa certa, negócio seguro.
Histórico: De acordo com o pesquisador Câmara Cascudo, antigamente, votavam-se com as favas brancas e pretas, significando sim ou não. Cada votante colocava o voto, ou seja, a fava, na urna. Depois vinha a apuração pela contagem dos grãos, sendo que quem tivesse o maior número de favas brancas estaria eleito.

Fazer ouvidos de mercador
Significado: No caso, fazer ouvidos de mercador é uma alusão a atitude desse algoz, sempre surdo às súplicas de suas vítimas.
Histórico: Orlando Neves, autor do Dicionário das Origens das Frases Feitas, diz que a palavra mercador é uma corruptela de marcador, nome que se dava ao carrasco que marcava os ladrões com ferro em brasa, indiferente aos seus gritos de dor.

Tapar o sol com a peneira
Significado: Um esforço mal sucedido para ocultar uma asneira ou negar uma evidência.
Histórico: Peneira é um instrumento circular de madeira com o fundo em trama de metal, seda ou crina, por onde passa a farinha ou outra substância moída. Qualquer tentativa de tapar o sol com a peneira é inglória, uma vez que o objecto é permeável à luz. A expressão teria nascido dessa constatação.

O pomo da discórdia
Significado: Indica qualquer coisa que leve as pessoas a brigar entre si.
Histórico: A lendária Guerra de Tróia começou numa festa dos deuses do Olimpo: Éris, a deusa da Discórdia, que naturalmente não tinha sido convidada, resolveu acabar com a alegria reinante e lançou por sobre o muro uma linda maçã, toda de ouro, com a inscrição “à mais bela”.

Como as três deusas mais poderosas: Hera, Afrodite e Atena disputavam o troféu, Zeus passou a espinhosa função de julgar para Páris, filho do rei de Tróia. O príncipe concedeu o título a Afrodite em troca do amor de Helena, casada com o rei de Esparta. A rainha fugiu com Páris para Tróia, os gregos marcharam contra os troianos e a famosa maçã passou a ser conhecida como “o pomo da discórdia”.

Afogar o ganso
Significado: Se refere a um homem que está precisando fazer sexo.
Histórico: No passado, os chineses costumavam satisfazer as suas necessidades sexuais com gansos. Pouco antes de ejacularem, os homens afundavam a cabeça da ave na água, para poderem sentir os espasmos anais da vítima.

Ave de mau agouro
Significado: Diz-se de pessoa portadora de más notícias ou que, com a sua presença, anuncia desgraças.
Histórico: O conhecimento do futuro é uma das preocupações inerentes ao ser humano. Quase tudo servia para, de maneiras diversas, se tentar obter esse conhecimento. As aves eram um dos recursos que se utilizava. Na antiga Roma, a predição dos bons ou maus acontecimentos (Avis spicium, em Latim) era feita através da leitura do vôo ou canto das aves. Os pássaros mais usado para isso eram a águia, a coruja, o corvo e a gralha. Ainda hoje perdura, popularmente, a conotação funesta com qualquer destas aves.

Mais vale um pássaro na mão que dois voando
Significado: Melhor ter pouco que ambicionar muito e perder tudo.
Histórico: É tradição de antigos caçadores. Eles achavam melhor apanhar logo a ave que tinham atingido de raspão, antes que ela fugisse, do que tentar atirar nas que estavam voando e errar o alvo.

Apressado come cru
Significado: Afobamento, precipitação.
Histórico: Quando não existia o forno microondas, era preciso muito tempo para a comida ficar pronta, ou então comê-la crua. Nessa época, a culinária japonesa ainda não estava na moda e comida crua era vista com maus olhos.

Chorar as pitangas
Significado: Chorar muito até os olhos ficarem vermelhos, parecendo duas pitangas.
Histórico: Pitangas são deliciosas frutinhas cultivadas e apreciadas em todo o país, especialmente nas regiões norte e nordeste do país. A palavra deriva de pyrang, que, em tupi-guarani, significa vermelho.

Farinha do mesmo saco
Significado: Faz-se essa comparação para insinuar que os bons andam com os bons enquanto os maus preferem os maus.
Histórico: “Homines sunt ejusdem farinae” esta frase em latim (homens da mesma farinha) é a origem dessa expressão, utilizada para generalizar um comportamento reprovável. Como a farinha boa é posta em sacos diferentes da farinha ruim.

Aquela que matou o guarda
Significado: Sinônimo para cachaça, pinga.
Histórico: Tratava-se de uma mulher que trabalhava para D. João VI e se chamava Canjebrina, que, como informam os dicionários, significa pinga, cachaça. Ela teria matado um dos principais guardas da corte do Rei. O guarda era seu marido e estaria de caso com Dona Carlota Joaquina. O fato não foi provado. Mas está no livro “Inconfidências da Real Família no Brasil”, de Alberto Campos de Moraes.

Sangria desatada
Significado: Diz-se de qualquer coisa que requer uma solução ou realização imediata.
Histórico: Esta expressão teve origem nas guerras, onde se verificava a necessidade de cuidados especiais com os soldados feridos. É que, se por qualquer motivo, se desprendesse a atadura posta sobre as feridas, o soldado morreria, por perder muito sangue.

Colocar panos quentes
Significado: Favorecer ou acobertar coisa errada feita por outro.
Histórico: Em termos terapêuticos, colocar panos quentes é uma receita, embora paliativa, prescrita pela medicina popular desde tempos remotos. Recomenda-se sobretudo nos estados febris, pois a temperatura muito elevada pode levar a convulsões e a problemas daí decorrentes. Nesses casos, compressas de panos encharcados com água quente são um santo remédio. A sudorese resultante faz baixar a febre.

Pagar o pato
Significado: Passou-se a empregar a expressão para representar situações onde se paga por algo sem ter qualquer benefício em troca.
Histórico: A expressão deriva de um antigo jogo praticado em Portugal. Amarrava-se um pato a um poste e o jogador (em um cavalo) deveria passar rapidamente e arrancá-lo de uma só vez do poste. Quem perdia era que pagava pelo animal sacrificado.

De pequenino é que se torce o pepino
Significado: Moldar o caráter das crianças o mais cedo possível.
Histórico: Os agricultores que cultivam os pepinos precisam de dar a melhor forma a estas plantas. Retiram uns “olhinhos” para que os pepinos se desenvolvam. Se não for feita esta pequena poda, os pepinos não crescem da melhor maneira porque criam uma rama sem valor e adquirem um gosto desagradável.

Elefante branco
Significado: Algo que se tem ou que se construiu, mas que não serve para nada.
Histórico: A expressão vem de um costume do antigo reino de Sião, situado na atual Tailândia, que consistia no gesto do rei de dar um elefante branco aos cortesãos que caíam em desgraça. Sendo um animal sagrado, não podia ser posto a trabalhar. Como presente do próprio rei, não podia ser vendido. Matá-lo, então, nem pensar. Não podendo também ser recusado, restava ao infeliz agraciado alimentá-lo, acomodá-lo e criá-lo com luxo, sem nada obter de todos esses cuidados e despesas.

Comer com os olhos
Significado: Apreciar de longe, sem tocar.
Histórico: Na Roma Antiga, uma cerimônia religiosa fúnebre consistia num banquete oferecido aos deuses em que ninguém tocava na comida. Apenas olhavam, “comendo com os olhos”. A propósito, o pesquisador Câmara Cascudo diz que certos olhares absorvem a substância vital dos alimentos.

Amigo da onça
Significado: Amigo falso, hipócrita.
Histórico: Conta-se que um caçador mentiroso, ao ser surpreendido, sem armas, por uma onça, deu um grito tão forte que o animal fugiu apavorado. Como quem o ouvia não acreditou, dizendo que , se assim fosse, ele teria sido devorado, o caçador, indignado, perguntou se, afinal, o interlpcutor era seu amigo ou amigo da onça.

Estar com a corda no pescoço
Significado: Estar ameaçado, sob pressão ou com problemas financeiros.
Histórico: O enforcamento foi, e ainda é em alguns países, um meio de aplicação da pena de morte. A metáfora nasceu de anistias ou comutações de pena chegadas à última hora, quando o condenado já estava prestes a ser executado e o carrasco já lhe tinha posto a corda no pescoço, situação que, de fato, é um sufoco.

Lista com mais de 400 provérbios e ditos populares
Veja mais ditos populares sobre o velho e a velhice


Fontes: Na Boca do Povo, Wikipédia, Câmara Cascudo.

Entre em contato e envie algum ditado popular que eu esqueci de citar ou deixe um comentário com o devido significado, ou deixe um comentário.


115 comentários:

  1. BOLEI DE RIR!
    COMO CONSEGUE-SE MUDAR O SIGNIFICADO DAS FRASES APENAS COM UMA "ACOMODAÇÃO" LINGUÍSTICA, E O PIOR DE TUDO É QUE ESTAMOS TÃO ACOSTUMADOS A OUVIR E ATÉ FALAR OS DITOS SEM PARAR PARAR PENSAR NO QUE ESTAMOS DZENDO REALMENTE!!!

    MT BOM O POST!

    PARABÉNS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. incrivel ne.

      Excluir
    2. realmente impressionante

      Excluir
  2. Olá Marcos,

    Sei que você é um ótimo pesquisador. E eu, que não sou besta nem nada, vivo paassando no cultura nordestina para beber em sua fonte.
    Um abraço carinhoso,
    Dalinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei de alguns proverbios

      Excluir
  3. muito bom, marcos.
    abraços
    francinne

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Dalinha, você sabe que essa casa é sua.

    ResponderExcluir
  5. Faltou o "Deus ajuda quem cedo madruga", que na verdade é "Mais vale quem Deus ajuda do que quem cedo madruga", ou seja, quase o contrário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em verdade se não acordarmos cedo para procurar o nosso emprego ou ir para o trabalho, Deus não pode fazer nada por nós, até porque cada um tem que fazer a sua parte , Deus não vai trabalhar por nós.

      Excluir
  6. Esculpido e encarnado...

    ResponderExcluir
  7. Discordo do cagado e cuspido, o correto é Encarnado e Esculpido

    ResponderExcluir
  8. Até onde eu sei o ditado não é “Cagado e cuspido” mas sim "Cuspido e escarrado" no qual a origem é de "esculpido em carraro"...

    ResponderExcluir
  9. o quem tem cao caça como gato, o gato caça sozinho. Nao eh bem isso q vc disse ser nao .

    ResponderExcluir
  10. Mto legal, tinha lido alguma coisa parecida como esta ha algum tempo, porem nao tao completa!

    Parabéns pelo Blog

    DoS
    http://pensamentoti.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. FAltou um : De cabo a Rabo.

    Origem: Durante o período das grandes navegações portuguesas, era comum se dizer total conhecedor de algo, quando se conhecia este algo de "cabo a rabah", ou seja, como de fato conhecer todo o continente africano, da Cidade do Cabo ao Sul, até a cidade de Rabah no Marrocos( rota de circulação total da África com destino às Índias.

    ResponderExcluir
  12. Valeu Jonas, ótima lembrança. Já coloquei no post. Abraços.

    ResponderExcluir
  13. "Quem tem boca vai à Roma"
    Esta popular expressão tem uma origem muito antiga. Pensa-se, por vezes, que deriva da capacidade perguntadora e desenrascada do português. Assim, significaria que perguntando pelas coisas conseguiríamos lá chegar. No entanto, a expressão apresenta origem mais remota, tal como no-lo demonstra o abade Severiano Barreto na sua obra de 1718, Acerca da origem de algumas expressões populares e outras eruditas que inda hoje se houvem e de outras que no entretanto hão caído em desuso. Diz-nos o estudioso que "... tal expressão tem por origem o hediondo hábito que houvera na antiga Roma em que muitas mulheres tomadas de devassidão rumavam à capital do nefando império. E encontrando-se elas em tão tenebroso lugar, aí se dedicavam às mais depravadas e debochadas práticas fazendo uso da boca para o exercício da sua obra de pecado. Diz-se pois de quem tem boca que vai a Roma por ser aquela cidade lugar de deboche e porcaria tal que aí rumavam todas as prostitutas e rameiras do mundo de então a fazer abominação". Eis, portanto, a origem de tal dito.
    Retirado daqui:
    http://gazetadesatanas.blogspot.com/2007/03/quem-tem-boca-vai-roma.html

    ResponderExcluir
  14. VICTOR GUAPO16 junho, 2009

    Cara , valeu pela pesquisa , muito bom...

    ResponderExcluir
  15. Estou ajudando meu filho numa pesquisa sobre Folclore Nordestino e seu blog ajudou muito! Parabéns! Parabéns também pelos comentários.
    Abraços Maristela Azevedo (RJ)

    ResponderExcluir
  16. Agradeço a todos. É muito bom poder ajudar. Estou a disposição para o que for preciso. Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Genial! Parabéns!

    Já salvei em FAVORITOS...rsssssss

    Abraços

    Dalva C. Dória (Guarujá-SP)

    ResponderExcluir
  18. Muito bom!!
    É um tal de telefone sem fio rsrs
    Beijos
    paz e luz!

    Neyla

    ResponderExcluir
  19. gostei muito espero por...

    mais...rsrs

    ResponderExcluir
  20. gostei muito..

    espero por mais..

    rsrs

    ResponderExcluir
  21. muito bom adoro saber o verdadeiro significados desta passagens populares..

    interessante

    parabens

    ResponderExcluir
  22. Marcos
    Escutei certa vez uma conversa entre duas pessoas, em Pesqueira-PE,chamadas de José Geraldo Valença( apelido Zé Toco ou Zé Geraldo)47 anos e Pouco Russo, 86 anos, (homem grande e muito avermelhado,quase russo, não sei o seu nome de fato)onde Zé Geraldo mostrava a Pouco Russo umas mulheres bonitas que passavam e Pouco Russo usou a seguinte expressão " É Zé Geraldo, Deus dá o "cumê" vem o cão e tira a "culé". Não sei se isto é um ditado popular, você como um pesquisador poderia me responder isto.Obrigado
    Abraço
    Claudio Maciel

    ResponderExcluir
  23. Marcos
    Enviei um comentário para você onde tinha a expressão " Deus da o "cumê" vem o cão e tira a "culé" e esqueci de comentar que Pouco Russo ao dizer esta expressão ele estava se referindo aos seus 87 anos no contexto virilidade. Mas eu tenho certeza que você entendeu desta forma e foi exatamnete por isso que pedi sua ajuda se era um ditado popular já que Pouco Russo se referia a ele próprio quando a sua respeitosa idade (87 anos). Isso completa o outro comentário que fiz antes deste.
    Abraço
    Claudio Maciel

    ResponderExcluir
  24. Claudio, me informa seu email que te mando com mais detalhes.

    ResponderExcluir
  25. Marcos
    Segue o meu e-mail cmacielfreire@gmail.com.br
    ( não tenho certeza se gmail tem o br)
    Claudio Maciel

    ResponderExcluir
  26. muito obrigado por esclarecer issode forma tao simplificada!!gostei muito
    parabens!!!!
    FABIO DUCATI

    ResponderExcluir
  27. ola marcos

    dsclp aí ms as correções naum existem e vc naum deveria ter inventado elas

    e os significados tbm taum errados
    olhei um monte de sites e tava tudop igual menus o seu


    espero que vc exclua as correções, add mais ditados e corrija os significados


    espero ter ajudado

    bjux :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. identifique-se antes de comentar um trabalho com tanta falta de ética. "nada aqui é inventado, você que é mal informado". tá aí, inventei um. quer o significado também?
      Danielly Ramalho

      Excluir
  28. Qual seu nome?
    Que fique bem claro que não inventei nada, infelizmente, não tenho tanta criatividade assim. Pelo pouco que eu entendi em sua mensagem, existem erros neste post. Tudo bem, poderia informar onde eles estão? Obrigado.

    ResponderExcluir
  29. Oi
    falto uns ditado aki
    *água mole em pedra dura, tanto bate até que fura
    *escreveu naum leu o pau comeu
    *ri melhor quem ri por ultimo
    *quem pode pode quem naum pode se sacode
    *quem canta os males espanta
    *sol e chuva casameno de viuva chuva e sol casamento de espanhol
    *Quem espera sempre alcança
    *ajoelhou tem que rezar
    *Em casa de ferreiro o espeto é de pau
    *Rir é o melhor remédio, pra curar o baixo astral

    espero te ajudado d +++++++

    bjuX :*****

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tirou a maioria da musica da Xuxa foi? rsrsrsrs

      Excluir
  30. Muito bom !!!
    Apesar do título "Cultura Nordestina", devo dizer que sou mineiro e tudo isso tem muito a ver comigo também.
    E o "aos trancos e barrancos" que o normal seria "aos trancos e arrancos", se referindo à situação de "bem ou mal vai-se levando a vida" ?

    Sds. Niterói (RJ)

    ResponderExcluir
  31. Mais vale um pássaro na mão do que dois voando

    ResponderExcluir
  32. Adorei conhecer o significado dos ditos e expressoes populares, achei o "afogar o ganso" o "fim da picada" só mesmo chines para ter essa "idéia de girico" rsrsrs.

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk, esse é engraçado mesmo.....

      Excluir
  33. oi, sou antonio e gostei muito do site e pretendo usar no dia dia esse ditados

    ResponderExcluir
  34. adorei os siguinificados dos ditados populares ajudam muito

    ResponderExcluir
  35. adorei ler,,,,,,,,,,,,,,,,,ri muito

    ResponderExcluir
  36. Muito legal esse espaço. Parabéns !!!

    Hoje em dia, aqui no Nordeste, usamos muito a expressão:

    - fulano entende "de cururu a avião".

    Até mesmo,

    - fulano é "de cururu a avião".

    A explicação: diz-se de alguém que parece conhecer verdadeiramente sobre muitos assuntos, diversos temas, DESDE os mais SIMPLES (então a relação com a simplicidade de um ser vivo abundantemente encontrado por aqui, o SAPO CURURU) ATÉ aos assuntos ou temas tidos como mais COMPLEXOS (então a relação com a complexidade de um AVIÃO, no que diz respeito a toda gama de tecnologia empregada ). E daí, vem: "de cururu a avião".

    ResponderExcluir
  37. Muito legal esse espaço. Parabéns !!!

    Hoje em dia, aqui no Nordeste, usamos muito a expressão:

    - fulano entende "de cururu a avião".

    Até mesmo,

    - fulano é "de cururu a avião".

    A explicação: diz-se de alguém que parece conhecer verdadeiramente sobre muitos assuntos, diversos temas, DESDE os mais SIMPLES (então a relação com a simplicidade de um ser vivo abundantemente encontrado por aqui, o SAPO CURURU) ATÉ aos assuntos ou temas tidos como mais COMPLEXOS (então a relação com a complexidade de um AVIÃO, no que diz respeito a toda gama de tecnologia empregada ). E daí, vem: "de cururu a avião".

    ResponderExcluir
  38. esse negosso é engraçado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  39. muito legal esses significados

    ResponderExcluir
  40. achei muito engrassado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  41. Amei...
    vi no FAUTÂO e resolvi pesquisar
    me diverti e matei a curiosidade
    parabens

    Norma Aguiar
    de Fortaleza

    ResponderExcluir
  42. agora vou tira 10 ! essses proverbios me ajudaram muito !

    ResponderExcluir
  43. muito bom seu blog..

    ajudo muito minha filha

    ResponderExcluir
  44. nâo entedi o ditado de afogar o ganço significa que os caras chineses transavam com os bichos ? porque foi isso que eu entedi pois a resposta nao esta clara para min.

    ResponderExcluir
  45. Muito Legal !!
    Falamos os ditos sem ao menos saber o seu siginificado e a epistemologia pot tras das palavras.
    Paranéns . ..

    ResponderExcluir
  46. gostei desses ditados mais nao encontrei o que precisava!!!
    obrigada!!

    ResponderExcluir
  47. Dito Popular: “Cuspido e escarrado”. (alguém muito parecido com oura pessoa).
    O Correto é "Esculpido e encarnado". Uma Estátua esculpida em madeira e encarnada a pessoa escolhida. "Esta estátua está esculpida e encarnada tal pessoa."

    ResponderExcluir
  48. Achei muito legal ajudou a fazer o meu trabalho,

    ResponderExcluir
  49. Quem não morre não vê Deus. ditado do Sertão Bahiano

    ResponderExcluir
  50. Olha o correto é "Esculpido e Encarnado" pois quando eles esculpião alguém principalmente alguém que já tivesse morrido eles acreditavam que a pessoa poderia encarnar naquela escultura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A versão nordestina é "cagado e cuspido". Quer dizer, na verdade, algo ou pessoa muito parecidos com outra coisa ou pessoa conhecidos.

      Excluir
  51. entendi foi nada !!! kkkkkkk

    ResponderExcluir
  52. Discordo com "pau que nasce torto morre torto" O certo hoje é:"pau que nasce torto o carpinteiro de Nazaré(Jesus)conserta"

    ResponderExcluir
  53. o que significa : o cavalo a bebendo agua em pe?

    ResponderExcluir
  54. Oi! Há uma frase que nossos pais e na escolam falam ou falavam pra gente:NAO CORRA NO CORREDOR. Não seria certo assim? NÃO CORRA NA PASSARELA? Por que então que aquele espasso compriiido da nossa casa ou da escola se chama"corredor"? Alguem pode me dar uma resposta convincente como essas explicações das expressões que usamos!? Obrigada e Parabens! Mary Joe (Campos do Jordão)

    ResponderExcluir
  55. Adorei! Como é bom saber os significados dos ditados populares. Nem sabia que existia a verdadeira forma de dizer. Parabéns! Muito bom mesmo! Um abraço de casal carioca filhos de nordestinos(mães pernambucanas)com muito orgulho!Zenayde e Ronaldo(Rio de Janeiro)

    ResponderExcluir
  56. Cultura nordestina? um monte de filhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. filhos ... eh vc! Temos tanta cultura quanto qualquer um!

      Excluir
  57. o que significa"Botas lenha na fogueira e depois vem pro bicho folharal.

    ResponderExcluir
  58. o que significa "UM OLHO NO PADRE E OUTRO NA MISSA"?

    ResponderExcluir
  59. A expressão não seria esculpido e encarnado ou seja com as mesmas feições, e com os mesmos procedimentos?

    ResponderExcluir
  60. tem significados de frases do voltarei

    ResponderExcluir
  61. muito legal esse espasso!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  62. Muito bom!!! Gostei demais. Posso postá-lo em meu blog? Conheça o meu trabalho e aguardo um ok para divulgar. Blog Tudo de Bom e do Bem - www.tudodebomedobem.com.br
    Abraços e obrigada.

    ResponderExcluir
  63. quero saber o significado de "em terra de cego quem tem um olho é rei" e "nem só de pão vive o homem"

    muito legal seu blog
    espero por mais..rsrs

    ResponderExcluir
  64. amei eu presizava e rapido tava na escola quando vi esse site

    ResponderExcluir
  65. Parabéns pelo belo e rico trabalho!

    ResponderExcluir
  66. Muito boas as definições...adorei!!!Mas, poderiam me enviar via email...e,ou postar aqui qual significado da frase popular... "caro prá Dedel" ou "quente prá Dedel"??? quem é este Dedel???

    ResponderExcluir
  67. Legal... Moro em Salvador mas sou da região do Recôncavo. Minha mãe sabe tantos ditados (adágios)que acho muito engraçado:

    Alguns deles:

    - Desde que eu conheço Miranda é assim que anda;
    - Quem tem a dor é que geme;
    - Laranja no meio da estrada, ou está podre ou bichada;
    - Para cavalo velho, capim novo;
    - Cesteiro que faz um cesto faz um cento ;
    - Com papas e bolos se enganam os tolos;
    - Em rio com piranha, jacaré nada de costas;
    - Entre marido e mulher, não se mete a colher;
    - Falar é prata, calar é ouro;
    - Guarde o que comer, não o que fazer;

    Ela sabe tantos que estou colecionando...


    Fátima

    ResponderExcluir
  68. Satanás tentou a Cristo, sugerindo que Ele transformasse pedras em pães, uma vez que o Salvador estava com fome, após 40 dias de jejum. Sua proposta foi sugestiva; o estômago do Salvador estava “fisgando”. Mas Cristo, firme como foi, mencionou: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus” (Dt 8.3). O entendimento do Salvador foi complexo: “se eu transformar essas pedras em pães, eu comerei, terei fome de novo, e usarei o poder de Deus para meu bel prazer, incorrendo em pecado. Melhor é nesse momento me alimentar com aquilo que o Senhor me dá gratuitamente, e que sacia também a fome, que é a Sua palavra!”.

    Jesus não aceitou a tentação, e golpeou Satanás com sua fidelidade! Ele comeu do pão espiritual da graça de Deus e saiu vitorioso! Você precisa comer esse pão divino! Você terá vitória contra a tentação se alimentando da Palavra de Deus. Quando o adversário lhe tentar, peça que o Pai lhe dê palavras de vida para vencer! É com a Palavra que você terá vitória contra a tentação.

    Fátima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto faz o que por aqui? Que doideira!

      Excluir
    2. Não se espante. Fanáticos existem em todos os lugares. Eles não tem nem o "simancol". São intrusivos e arrogantes. Querem impor o que pensam (alias, que não pensam - foi alguma coisa que impuseram a eles).

      Excluir
    3. Eu acredito em Deus mas se vocês não acreditam, eu respeito isso... vocês também devem respeitar ao próximo, se não gostou do que ele postou simplesmente ignore! E não vi nada que mereça ser chamado de "intrusivo" ou "arrogância"!!! Nem mesmo eh coisa de fanáticos... Somente algo que não foi posto em um lugar específico (se bem que não há lugar propriamente dito para isso, qualquer lugar a qualquer hora é jugado correto), já que esta página não condiz com o comentário!
      by. . . .

      Excluir
    4. Existe lugar propriamente dito para deixar de falar ou falar do único e verdadeiro Salvador? Não, pois em um Brasil conturbado tem sempre um que necessita e recebe a mensagem de fé, e a internet é um excelente veículo para propagar a palavra de Deus. Quem não gosta é só não perder tempo respondendo grosserias, mas perceber que este local sim, não é o adequado para despejar ofensas. Quem ofende sim não tem o chamado "simancol" alegado, ou seja, o maltrapilho falou do esfarrapado ( ou melhor: suposto esfarrapado(a)).
      As duas pessoas que intitularam o(a) internauta de fanático, intruso, arrogante e alienado, não conseguiram compreender que o(a) mesmo(a) intentou explicar a origem do adágio popular "nem só de pão vive o homem", suscitado em um dos posts, que quer dizer que na vida há coisas muito mais importantes do que apenas os bens materiais e sua origem é bíblica.

      Excluir
  69. legal o verdadeiro significado mas eu entrei nesse site mesmo,é para fazer trabalho de faculdade

    ResponderExcluir
  70. Interesante.

    ResponderExcluir
  71. eu ja vi essa frases com a mesma ordem ate mesma palavras de outro lugar saibahistoria.blogspot

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem em um monte de blogs espalhados por aí e mts deles atribuindo esses "esclarecimentos" ao Prof Pasquale Neto (q os nega peremptoriamente). Há um ou outro autor sério, que faz trabalho honesto, pesquisando e embasando suas afirmações com a obra de bons escritores — mas esse rigor parece ser defeito para o grande público, que prefere a explicação fácil e engraçada, pouco se lhe dando se foi ou não inventada.

      Excluir
  72. poderia me dizer oq significa e de onde vem a expressao vai pro quimtos do inferno

    ResponderExcluir
  73. nao era o site que eu procurava..... mas ta muito bom o site meus parabens

    ResponderExcluir
  74. é Esculpido em CarrarA

    ResponderExcluir
  75. poderia me dizer o significado do proverbio "quem ri por ultimo,rir melhor.

    ResponderExcluir
  76. gostei do site,pena e que quando vou emprimir a pagina os comentarios saem juntos

    ResponderExcluir
  77. por favor da próxima coloca de que estados, né? brincadeirinha achei legal, mas tb coloca o que eu falei

    ResponderExcluir
  78. eu gostei muito...obg

    ResponderExcluir
  79. eu adorei tudo e eu nem sabia o significado de "agua mole em pedra dura tanto bate ate que fura"BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS.....obgggggggggggggggggggg!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  80. Parabéns!! é muito legal este seu trabalho,que bom que existem pessoas como você,preocupadas em esclarecer as curiosidades alheias.muito bom mesmooooo.
    Nora Ferreira/ Pelotas-RS

    ResponderExcluir
  81. Se “todos os caminhos levam a Roma”, “quem tem boca ‘chega’ a Roma”.
    O Português só surgiu após o século XII, bem depois da queda do Império Romano e não justificaria críticas a Roma, muito menos a Julio Cesar.
    Além do que, esse ditado existe em outras línguas, que não dariam margem ao trocadilho.
    Isso é coisa de protestante frustrado ou de marxista cultural, querendo atingir o Vaticano fazendo alusão a Roma e com isso não se importando em levar confusão à própria Língua.

    ResponderExcluir
  82. Encontrei alguns erros de grafia e pontuação.
    Como seu trabalho é muito sério, gostaria de te ajudar. Você aceita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro JBorges! Aguardo contribuição e já agradeço por antecipação.

      Excluir
  83. numca diga;desta agua nao beberei

    ResponderExcluir
  84. eu amei o post!! precisamos sair da nossa a comodacao linguistica e buscar novas palavras, expressoes, vocabulario! é cultura brasileira! é disso que o pais precisa!!!!!!

    ResponderExcluir
  85. Gostei muito, mais como o jborges disse há inúmeros erros de ortografia!
    Mesmo assim está de parabéns!

    ResponderExcluir
  86. oooooootimo estou fazendo uma pesquisa sobre ditados populares e é muito bom gostei!!!!!!!!! :):_: :):_:_:

    ResponderExcluir
  87. Estes ditados populares são todos nordestinos??

    ResponderExcluir
  88. Todos estes ditos populares são do nordeste????

    ResponderExcluir
  89. Por quer todos anônimos e conhecido por alguém... que não se conhece

    ResponderExcluir
  90. essas coisas sao chatas pa porra

    ResponderExcluir
  91. Amei demais poder adquirir tanto conhecimento em em só lugar. Parabéns por proporcionar esse espaço à nossa cultura.

    ResponderExcluir
  92. Adorei esse site. Também o adicionei aos meus favoritos. Certamente repassarei para os meus amigos. Parabéns!
    Mônica Franco - Recife - PE

    ResponderExcluir
  93. Faltou tbm: LAVOU A EGUA!..nao. sei muito bem mas dizem q na epoca dos escravos eles entravam nas minas de ouros com suas eguas e passavam o ouro em po nos pelos delas, qnd saiam das minas eles eram revistados pra ver se tavam roubando ouro e nada encontravam qnd chegavam eles "lavavam as eguas" para tirarem o ouro q tavam no pelo..por isso q usam essa expressao qnd alguem se da bem em alguma coisa.."LAVOU A EGUA !..rss

    ResponderExcluir

Regras:
- O comentário precisa ter relação com o assunto;
- Para propostas de parcerias ou respostas sobre esse assunto, favor usar o Formulário de Contato.